quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Saudade das minhas MARIAS!

Antonio Nunes de Souza*

Não é de se estranhar que, quando chegamos a certa idade, as lembranças e nostalgias batem tranquilamente em nossas cabeças e corações, mesmo sem esforços, nos traz uma série de lembranças gostosas, felizes, engraçadas e, em alguns casos, simplesmente ridículas!
Logico que não sou diferente de ninguém, mas, curiosamente, passei um filme de longa metragem e cinemascope em minha mente e notei uma observação bastante interessante que, dentre uma parte das mulheres que tive relacionamentos (ínfimos, sutis, puros, inocentes, liberais, avançados e extremos), a grande maioria se chamava Maria, ou tinha Maria como segundo nome! Mas, todas elas foram minhas Marias nos inocentes encontros, até os mais pecaminoso comportamentos!

Em princípio, quando veio a minha imaginação a ideia de escrever esse texto, achei que seria interessante falar sobre cada uma delas e as lembranças dos nossos sadios e pecaminosos aconchegos, mas, aproveitando o meu restinho de memória, comecei a enumerar e, assustadoramente, já estava em 114 Marias, achei que seria impossível e a crônica ficaria parecendo uma lista telefônica! Então...para que não esquecesse nenhuma e nem tão pouco me desnudar completamente, resolvi apenas citar as mais importantes e significativas, com lembranças bem simples e delicadas, sem que seja um diário de “sacanagens” da minha querida e séria passagem por essa terra maravilhosa, que um dia me comerá!
Fui namorado e noivo de uma que se chamava Stela Maria, relacionamento que durou seis anos com momentos maravilhosos e inesquecíveis. Graças a chata da sua mãe, não nos casamos!
Ana Maria que me casei e convivemos quarenta e oito anos e, de comum acordo, nos separamos há quatro e somos excelentes amigos. Temos dois filhos maiores, frutos desse casamento.
Dos namoros tolos e infanto/juvenil tive um namoro simples, singelo e inocente com uma que se chamava Dora Maria que, talvez por ter sido tão puro e inocente, ficou marcado em minha mente por muitos e longos anos. Ela me fascinou!
Não posso deixar de lado uma aventura mais que avançada, que tive com uma chamada Maria de Lourdes (já falecida, com apenas 20 anos, vítima de acidente de automóvel), que como ela era espertíssima, aprendi muitas coisas que me foram muito úteis no futuro! Éramos adolescentes, mas, ela era uma “docente” nos comportamentos sexuais!

Obvio que é impraticável falar de todas, mas, na minha mente, tenho gravado todas as nuances, as oportunidades perdidas por escrúpulos ou pudismo idiota obedecendo normas mais idiotas ainda dessa hipócrita sociedade!

Tenho bastante saudades das minha MARIAS e, logicamente, das Terezas, Sônias, Sheilas, Dulces, Dalvas, Moniques, Lauras, Carmens, Dolores, Rebecas, etc. etc., mulheres que enfeitaram e deram prazeres maravilhosos em minha doce VIDA LOUCA!

*Escritor-Membro da Academia Grapiúna de Letras-AGRAL-antoniodaagral26@hotmail.com-antoniomanteiga.blogspot.com


terça-feira, 16 de janeiro de 2018

AMANHÃ SERÁ UM LINDO DIA!


Antonio Nunes de Souza!
Quarta-feira, véspera da abertura do Carnaval Antecipado de Itabuna, onde seremos privilegiados com artistas de nomes e renomes nacionais, estaduais e regionais, prometendo que será uma festança de quatro dias, ao som de trios elétricos, bandas e blocos. E, para tanto, o governo do Estado participou com uma generosa quantia financeira, apoiando a prefeitura municipal, que está cuidando das estruturas e os detalhes que são necessários para esses grandes eventos!

Nunca deixo de ressaltar as contradições desses atos festivos que, com nossas necessidades básicas todas defasadas, vê-se milhares de reais derramados nas avenidas. Mas, pela experiência do tempo vivido, percebo de perto que, como sempre, tendo festas ou não, as coisas continuam no mesmo. Nunca tive o prazer de ver a não realização de uma festança e, milagrosamente, a verba que previa-se gastar fosse empregada em uma escola, creche, saúde, segurança, ou moradia! Não se faz a festa com essa alegação e, espantosamente, nada é feito e prestado conta da realização alegada. E, magistralmente, o povo aceita com a maior dedicação, parecendo que é um hábito ou costume, que deve ser seguido sempre! Já faz parte da vida do povo e que não adianta gritar que jamais vai mudar!

Posso, na minha opinião de um simples cronista, desejar que todos se divirtam, aproveitem esquecendo seus dissabores, tenham seus necessários cuidados, nada de dirigir depois de beber e, obviamente, rezar para não ser assaltado ou na pior hipótese, quando for voltar para casa, não ter a tristeza de ver que seu carro foi surrupiado pelos bandidos carnavalescos!

Infelizmente a participação, assim como é cheia de músicas, danças e alegrias, tem também como parte integrante as nuances “radicais”!

Tenham um bom carnaval antecipado, todas as noites agradecendo a Deus por estar se divertindo sem os probleminhas citados!

*Escritor-Membro da Academia Grapiúna de letras-AGRAL-antoniodaagral26@hotmail.com-antoniomanteiga.blogspot.com

segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Até com meu mano Caetano!

Antonio Nunes de Souza*

Os ladrões, nas suas ferocidades absurdas, estão agindo de maneiras incrédulas em função de horários, locais, caminhões, ônibus, carretas, etc., para simples carros de passeio, estão assaltando nas avenidas, semáforos e até nas garagens de edifícios ou estacionamentos!
Estamos vivendo momentos de convivência com esses monstros, bastante assustadores, nos colocando medrosos até de sair para ir ao trabalho, pois, por incrível que pareça, tanto você pode não chegar ao seu destino, como pode passar a ser “paciente” em um hospital, premiado com uma das truculentas “balas perdidas”, comumente achadas nas principais avenidas e, com mais intensidade, nas periferias, morros e favelas!

Não gosto de falar sobre assuntos que estão longe da minha comunidade, mas, infelizmente, perto daqui (Maraú), os sádicos e monstros tomadores das coisas alheias, roubaram um carro e o reboque que estava levando todo equipamento, instrumentos, cenários, etc., de Caetano e seus três filhos, que se apresentaram na Concha Acústica do Teatro Castro Alves no sábado!
Até as pessoas que merecem certas atenções, por seus profissionalismos e vivem somente trazendo e levando alegrias (poéticas e musicais), estão passivas das cruéis atitudes condenáveis!

Espero que tudo seja solucionado urgente pela eficiente polícia baiana, minimizando esse desagradável transtorno com nosso querido cantor!
Tomara que aconteça o que aconteceu nos anos 80 com o cantor Gilberto Gil. Seu carro, uma Caravan nova, foi roubada e, quando os bandidos viram a quem pertencia, no dia seguinte levaram e deixaram estacionada no mesmo local! Logicamente, eram admiradores e tietes de Gil. Peço a Deus que esses, sejam pelo menos de bom gosto e gostem também de Caetano, e procedam da mesma forma!

Lamentavelmente, uma triste e pavorosa decadência, ter que enfrentar esses bandos de selvagens desnaturados!

*Escritor-Membro da Academia Grapiúna de Legras-AGRAL-antoniodaagral26@hotmail.com-antoniomanteiga.blogspot.com